Servidor público é preso suspeito de elo com morte de jornalista

347
morte-2
João Miranda (Reprodução Facebook)

Um servidor público de 40 anos foi preso nesta quarta-feira (27) suspeito de envolvimento na morte do jornalista João Miranda do Carmo, de 54, em Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, Douglas Ferreira de Morais é chefe da Guarda Patrimonial da prefeitura da cidade. Ele negou elo com o homicídio. A prisão do servidor é preventiva por 30 dias.

De acordo com o delegado Fernando Gama, titular da Delegacia Regional de Águas Lindas, que responde pelo município, Douglas foi abordado na residência da mãe, no Parque Santo Antônio. João, que comandava o portal S.A.D. Sem Censura, onde trazia à tona irregularidades e ocorrências da região, foi alvejado dentro de casa na no último domingo (24).

Conforme as investigações, Um Fiat Palio de cor vermelha foi usado pelos criminosos, que fugiram em seguida. O suspeito preso é apontado por uma testemunha ocular do crime como a pessoa que dirigia o carro usado no assassinato. Ele estaria com outro suspeito, que efetuou os disparos e ainda está foragido.