Suspeito de duplo latrocínio é preso após roubo a clínica odontológica

380

marcos aurelio

A Polícia Civil de Goiás apresentou, nesta terça-feira (20), o preso Marcos Aurélio Amaral dos Santos, de 25 anos. Ele foi  em flagrante por um roubo a uma clínica odontológica no Bairro São Francisco, em Goiânia, mas acabou reconhecido com autor de um duplo latrocínio, ocorrido no dia 2, num supermercado do Jardim Guanabara, quando o dono e o gerente do estabelecimento foram mortos durante um roubo.

Na ocasião, mais de 30 câmeras de segurança registraram a ação que resultou na morte de Cleones Pinto Machado e o cunhado dele, Reginaldo Pereira de Souza. Uma deficiência na perna esquerda de Marcos, que teria sido motivada por ferimento de arma de fogo, facilitou a identificação do suspeito.

Foragido da cadeia de Minaçu desde setembro deste ano, Marcos Aurélio possui passagens pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de arma de uso permitido, furto, vários roubos e um estupro. O crime sexual ocorreu em Aparecida de Goiânia, quando uma mulher foi violentada na frente do marido. Segundo o delegado o delegado Klayter Camilo Farinha, adjunto da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), responsável pela prisão, Marcos pintou o cabelo após o estupro, para evitar de ser reconhecido.

Depois de ser preso em flagrante pelo roubo na clínica odontológica, Marcos Aurélio foi transferido para a Deic, onde negou ser autor do latrocínio que vitimou Cleones e Reginaldo. “Ele só confessou o crime depois que mostramos a ele as imagens, feitas pelo sistema de segurança do supermercado, do roubo seguido das mortes”, contou o delegado. Com a prisão de Marcos Aurélio, foram cumpridos os mandados de prisão preventiva relativos aos inquéritos que apuraram o roubo seguido de estupro em Aparecida de Goiânia e o roubo na clínica odontológica.

Foto: Mantovani Fernandes / O Popular