Suspeito de matar fundador de parada gay em Goiânia é preso. Homicídio aconteceu em março

662
homicida
Wilkerson de Souza Lopes

O suspeito de assassinar Derich Rodrigues, um dos fundadores da parada gay de Goiânia, foi apresentado por policiais civis na Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), na tarde e segunda-feira, 12.

O crime aconteceu no dia 25 de março deste ano, na residência da vítima, no Setor Recanto Minas Gerais, na capital. Porém, o corpo de Derich foi encontrado somente dois dias depois, no dia 27. A vítima foi morta a facadas.

Conforme o delegado Thiago Damasceno, responsável pelo caso, o crime teria sido latrocínio, roubo seguido de morte. Wilkerson de Souza Lopes, 26, teria entrado da casa da vítima com a intenção de roubar, mas teria acabado cometendo o crime quando encontrou Derich.

Wilkerson teria levado da residência dois aparelho celular, cartões de banco e mais um veículo. As investigações policiais seguiram os rastros da tentativa de venda dos produtos do assalto. Ele teria tentado vender o carro da vítima na região onde mora, na saída de Goiânia, sentido Bonfinópolis, por mil reais. O suspeito já havia sido preso a cerca de uma semana.

O suspeito tem uma passagem na polícia por roubo. Ele será autuado por latrocínio e por porte ilegal de munição de uso restrito.

Derich Rodrigues era feirante e conhecido na cidade por ser fundador da Ong que se dedicava às causas da diversidade sexual. Sua atuação também o levou a ser um dos organizadores da Parada Gay Goiana. (Fonte: Diário da Manhã)