Suspeito de matar três pessoas em seis dias é preso em Trindade

494
peixeira
Rafael de Jesus Oliveira

O Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Trindade, coordenado pelo delegado Douglas Pedrosa, prendeu, no dia 1º de fevereiro, Rafael de Jesus Oliveira, de 28 anos. O homem, que ficou conhecida na região como “Zé da Peixeira”, pela forma como matava as vítimas, foi apresentado à imprensa no dia 3 de fevereiro. Segundo a polícia, Rafael era fugitivo da Bahia, onde cumpria pena por roubo e chegou a matar um acusado de estupro no presídio onde cumpria pena.

De acordo com o delegado Douglas Pedrosa, Rafael é violento e perigoso. Em um dos homicídio, ele tentou decapitar a vítima. “Ele era um pequeno traficante e acabou matando para impor respeito na comunidade, principalmente entre os demais traficantes e usuários de drogas. Ele disse que não matava com revólver porque com a faca ele conseguia cometer os assassinatos com mais ódio”, disse o delegado.

As vítimas foram um homem e dois adolescentes, com idades entre 16 e 17 anos. O primeiro ele levou para a própria casa, onde cometeu o homicídio. Depois, fez a desova do corpo em outro lugar, com a ajuda de um carrinho de mão pedido emprestado a um vizinho. Os outros dois rapazes, ele convidou para pescar antes de matar. A confissão das mortes em Trindade foi gravada em vídeo pela polícia.