Suspeitos de homicídio e tráfico de drogas são presos em Catalão

897
casal2
Jane e Nélio (acima), Adriana e João Victor

Policiais civis do 2º Distrito Policial de Catalão, com apoio de policiais civis de outras delegacias, cumpriram, no dia 13 de fevereiro, dois mandados de prisão preventiva expedidos em desfavor de Nélio Francisco Vieira e Jane Alves Vieira, suspeitos de terem envolvimento no homicídio de Domingos Alves da Silva, assassinado com vários disparos de arma de fogo, no dia 29 de setembro de 2014, em Catalão.

No dia seguinte, 14 de março, dando continuidade às investigações, a Polícia Civil cumpriu outros dois mandados de prisão preventiva em desfavor de Adriana Gonçalves e João Victor Omael da Silva, também suspeitos de terem participado do crime mencionado.

Segundo a delegada Marcella Magalhães, as investigações duraram um ano e meio e apontam que João Victor teria executado o crime em companhia de João Paulo Santos Lacerda, morto no presídio durante rebelião ocorrida em fevereiro de 2016, e de um menor de idade. Jane, Nélio e Adriana teriam dado apoio a toda ação criminosa (planejamento do crime, transporte dos executores até o local do fato e fornecimento/armazenamento das armas de fogo utilizadas na ação).

As investigações revelaram, ainda, que a vítima, que era usuária de drogas, foi assassinada porque se negou a traficar drogas para o grupo de traficantes do qual João Paulo e João Victor faziam parte, grupo este que, supostamente, era chefiado por Jane, que tinha o apoio de seus tios, Nélio e Adriana para desenvolver as atividades do tráfico de drogas na região do bairro Castelo Branco II.

Ainda segundo as investigações, Jane, considerada uma das maiores e mais violentas traficantes de drogas da cidade de Catalão, contava também com o apoio de vários indivíduos que eram trazidos de outras cidades para ajudá-la a comandar o tráfico de drogas naquela região, sendo muitos os relatos de usuários de drogas que teriam sofrido ameaças. Vale ressaltar que Jane e os membros de seu grupo também são suspeitos de terem envolvimento em outros crimes de homicídio e tentativa de homicídio cometidos na cidade de Catalão.