Tocantinense é preso em Iporá com mais de meio quilo de maconha e 218 pedras de crack

405
Maconha e crack apreendidas com Luiz Dias Reis

Na última quinta-feira, 15/03, Policiais Civis de Iporá prenderamem flagrante Luiz Dias Reis, de 19 anos, acusado por tráfico de drogas. Com Luiz, o Gordo, foi aprendido mais meio quilo de maconha e 218 pedras de crack.

Todo o trabalho de investigação foi realizado pela Delegacia de Polícia de Iporá. Inicialmente foram apreendidos com Luiz 8 porções de crack e um revólver calibre 38 municiado com seis munições. Posteriormente, na residência alugada por ele para fazer a venda das drogas, foram apreendido mais meio quilo de maconha, 218 pedrasde crack – já embaladas para consumo, e cinco munições calibre 38. A droga e as munições estavam enterradas próximas a um coqueiro.

A Polícia Civil, em seu trabalho de investigação, contou com informações valiosas passadas pela direção da Unidade Prisional de Iporá. Luiz, antes de ir pra Iporá, morava na cidade de Peixe, no Tocantins. Ele afirmou que queria continuar traficando em uma localidade em que ninguém o conhecesse porém, um dia após estar em Iporá, foi preso em flagrante pela Polícia Civil. Luiz já havia sido preso pelos crimes de furto e receptação

MANDADOS DE PRISÃO CUMPRIDOS
Em um trabalho feito em conjunto entre as Delegacias de Iporá, de Israelândia e do Genarc foram presos Weliton Rodrigues Ferreira e Leliomar Vieira Silveira. Weliton e Leliomar tinham contra eles mandados de prisão em aberto.

Weliton, o Leiteiro, possui diversas passagens pela Polícia, inclusive por tráfico de drogas e furto, sendo que este último fato já lhe rendeu uma condenação definitiva. Ele ainda é apontado como um dos principais ladrões de gado da região de Iporá, motivo pelo qual o Poder Judiciário decretou sua prisão preventiva. Contra Leliomar havia mandado de prisão cívelem uma Ação de Execução de Pensão Alimentícia.

O Delegado Vinícius Batista da Silva, titular da DP de Iporá, parabeniza os Policiais Civis da Delegacia local e do GENARC pelo excelente trabalho na prisão em flagrante e posterior localização da maior quantidade de droga pertencente a Luiz. Ele também parabeniza o trabalho no cumprimento dos mandados de prisão e agradece as informações fornecidas pela direção do presídio de Iporá que contribuíram para a apreensão da droga na residência do investigado.