Viciado é morto por dívida relacionada à droga. Polícia Civil prende três suspeitos do crime

315

A Polícia Civil de Goianira (GO) prendeu três suspeitos de matarem Valne Afonso de Jesus, de 54 anos, na madrugada desta quarta-feira (4/1). A vítima seria usuária de drogas e o crime estaria relacionado ao não pagamento de dívidas. O homem foi atingido com golpes de faca e uma espada, mas antes de morrer contou para uma irmã e um sobrinho quem eram os autores do crime.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Ralf de Melo, Carlos Delfonso da Silva, 20, e um menor de 17 anos, conhecido como Neguinho, teriam ído até à casa de Valne, no setor Los Angeles, para cobrar uma dívida relacionada ao uso de drogas. Como a vítima não efetuou o pagamento, os dois teriam usado faca e espada, que estavam na casa de Valne, para o agredirem.

O delegado não soube informar em quais partes do corpo Valne foi ferido, mas afirmou que ele conseguiu passar informações a familiares antes de morrer. Após a agressão, os dois suspeitos foram para a casa de um terceiro, Wesley Borges Monteiro, onde foram presos.

Reincidente

O delegado Ralf informou que Carlos já cometeu outro assassinato em Goianira e que ele representou, inclusive, pela prisão do suspeito ao Judiciário há seis meses, mas não foi decretada. “Se ele estivesse preso talvez essa morte não tivesse acontecido. Ele rouba motocicletas, ameaça e bate em pessoas nos bares da cidade, mas é temido pela população que não denuncia”, completa.

 A Polícia Civil acredita que Wesley não tenha envolvimento com o crime, mas apenas abrigou os amigos em sua casa. “Acredito que Carlos e o menor nem sabiam que tinham matado Valne, mas pensavam que ele estava ferido”, finaliza o delegado. A faca e a espada foram trazidas para o Instituto Médico Legal (IML) para passarem por perícia. Os envolvidos estão sendo ouvidos na delegacia, assim como familiares da vítima.

Fonte: Site A Redação
Texto: Catherine Moraes
Foto: Google (Ilustração)