Vítima alvejada e queimada: GIH de Luziânia prende segundo suspeito de crime brutal

507
unnamed (86)
Alexandre Ferreira da Silva

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, prendeu no dia 22 de maio, Alexandre Ferreira da Silva, suspeito de assassinato. O homicídio teria sido praticado em conjunto com Bruno de Carvalho, já preso no dia 15 de maio, também pelo GIH . http://migre.me/jm1BU

Segundo as investigações, conduzidas pelo delegado Fernando Gili, Alexandre e Bruno mataram a tiros Rafael Carvalho de Lima, em abril passado. Após atirarem contra a vítima, eles atearam fogo contra o corpo. A perícia ainda vai dizer se Rafael foi queimado ainda vivo.

Ambos os suspeitos foram presos em cumprimento a mandado de prisão temporária. O homicídio teria sido motivado por um acerto de contas entre os autores e a vítima, em função de um assalto executado dias antes do assassinato.

O delegado Fernando Gili representou pelas prisões porque a dupla estaria intimidando testemunhas e dificultando as investigações. Também foi constatada uma extensa carreira criminosa por parte dos autores, envolvidos na prática dos mais diversos delitos.

Segundo Gili, está sendo fundamental para o êxito das investigações o empenho dos escrivães de polícia, Mara Rosana dos Santos e Leandro da Silva Costa, bem como dos agentes de polícia, Brasiliando Menezes e André Alexandre Moreira Dantas.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / GIH / Luziânia