Acusado de atear fogo em casal é preso pelo CAOP de Anápolis

546
bruno almeida
Bruno Almeida dos Santos

Policiais Civis do Grupo de Capturas e Apoio Operacional (CAOP) da cidade de Anápolis, sob comando do delegado regional, Álvaro Cássio Santos, prenderam o foragido da justiça Bruno Almeida dos Santos, de 23 anos. Ele é suspeito de participar de um crime que chocou a cidade, em 3 de março de 2015. Na ocasião, Bruno, juntamente com Marcos Felipe da Silva Santos e Marcos Rodolfo Natalino de Souza, vulgo “Marcos Catita”, atearam fogo contra Emilene Aristides dos Santos e Richard Rodrigues Toledo.

Emilene morreu no hospital, em decorrência das queimaduras. Os autores foram identificados graças ao trabalho desenvolvido pelos Policiais Civis do 7º Distrito Policial de Anápolis, coordenados pelo delegado Eder Ferreira Martins. Marcos Felipe e Marcos Rodolfo já estavam presos quando Bruno foi, finalmente, detido.

De acordo com as investigações, o motivo do crime tão bárbaro seria uma dívida no valor de R$ 20 relacionada à compra de entorpecentes. Bruno foi preso em decorrência de Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Poder Judiciário da comarca de Anápolis. Os acusados vão responder pelos crimes de homicídio qualificado e lesão corporal gravíssima.