Benefícios da leitura para saúde mental

195

Começar a ler um livro, seja ficção científica, romance, histórias infantis, contos de fada ou até mesmo sobre o corpo humano, pode trazer benefícios inimagináveis não apenas para a sua mente, mas, em especial, à sua saúde.

A leitura é um dos melhores exercícios possíveis para manter o cérebro e as capacidades mentais em forma. Isso porque a atividade de leitura exige colocar em jogo um importante número de processos mentais, entre os quais se destacam a percepção, a memória e o raciocínio. Tudo isso sem falar na satisfação e no bem-estar proporcionado pelo conhecimento adquirido e como esse conhecimento se transforma em memória cristalizada, que é a que temos como resultado da experiência.

Qualquer leitura é comparável a uma academia acessível e barata para a mente, que proporciona o melhor custo/benefício em todas as fases da vida, razão pela qual deveriam ser incluídos na educação desde a primeira infância e mantidos durante toda a vida.

Um leitor assíduo consegue absorver mais conhecimento, incentivando a sua própria evolução pessoal e profissional. Quando desenvolvemos o hábito da leitura, independentemente do tipo, aumentamos e apuramos também o nosso senso crítico. Isso quer dizer que passamos a analisar de forma mais racional e inteligente os fatos que acontecem ao nosso redor, sem nos deixar levar pela opinião de outras pessoas.

Cada pessoa deve escolher o tipo de leitura que mais a motiva e convém. As crianças devem ser estimuladas a ler com leituras adequadas às suas idades e os mais velhos devem providenciar toda a assistência que suas faculdades visuais necessitam para continuar lendo e mantendo seu cérebro em forma à medida que envelhecem.

Uma razão a mais para que os mais velhos continuem a ler é a crença plausível de que não somos realmente velhos até que não comecemos a sentir que já não temos nada de novo para aprender.

Referência: Bernal, Ignacio Morgado. Os benefícios da prática da leitura. Disponível em: http://saudemental.psc.br
Produzido por: Camila Vasconcelos (Estagiária de Psicologia da DPSS)
Responsável técnica: Aline Resende (Coordenadora do serviço de psicologia da DPSS)