Casa de jogos de azar é fechada em Valparaíso de Goiás

398
jogos de azar
Hellen e Clarice estavam no local

Policiais civis da 1ª Delegacia Distrital de Polícia de Valparaíso, no Entorno do Distrito Federal, em combate à exploração de jogos de azar, fecharam, no dia 16 de janeiro de 2015, mais uma casa clandestina, que funcionava nos fundos de um hotel, no bairro Parque São Bernardo, naquele município.

Após receberem denúncia anônima sobre o funcionamento do estabelecimento, os policiais se dirigiram ao local, onde encontraram uma sala, situada na parte inferior de um hotel, 18 máquinas caça-níqueis, em pleno funcionamento. No local, estavam presentes duas mulheres, Hellen Cristina Santos da Silva, 24 anos e Clarice Vieira de Castro, de 37 anos, que se identificaram como responsáveis pelo negócio.

Elas afirmaram, entretanto, que o proprietário do local é conhecido por todos como Washington, cujo endereço ou contato não quiseram informar. Além das 18 máquinas caça-níqueis, foram apreendidos R$ 310 que estavam no interior das máquinas, dois cadernos de anotações com números de telefones, uma agenda com contatos de apostadores e uma máquina de cartão.

As duas mulheres foram levadas para a delegacia, de onde foram liberadas após a lavratura do procedimento policial pertinente ao caso. O delegado regional Rodrigo Mendes parabenizou os policiais pelo brilhante trabalho contra a exploração de jogos de azar.