DEAM de Aparecida conclui investigações sobre caso de atropelamento

147

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Aparecida de Goiânia, encerrou as investigações relacionadas à tentativa de feminicídio ocorrida no último dia 24 de agosto de 2021.

A vítima, uma mulher de 31 anos, foi atropelada pelo seu ex-companheiro, 20 anos. No curso das investigações foram ouvidas testemunhas que presenciaram a mulher recebendo mensagens de ameaça enviadas pelo autor, que não aceitava a decisão da vítima em terminar o relacionamento, bem como o comportamento do agente momentos antes da tentativa de feminicídio.

Foram juntados ao procedimento investigatório três vídeos que explicam como tudo aconteceu. O primeiro, do local de trabalho, mostra a conduta praticada pelo autor, que constrange e intimida a vítima. Os outros dois vídeos mostram ângulos distintos do atropelamento em si. 

A autoridade policial tomou conhecimento de um histórico de agressões anteriores relacionadas ao autor do crime, praticadas no Estado do Tocantins e que, inclusive, resultaram em uma medida protetiva.

Por meio de investigação também foi possível localizar mensagens de texto e áudio, enviadas pelo autor, dias antes do fato, de cunho ameaçador e direcionadas à vítima. Nelas é possível deduzir a intenção homicida do investigado.

Assim, diante de todos os elementos angariados, o investigado foi indiciado pelos crimes de  tentativa de feminicídio, injúria, ameaça e violência psicológica contra a mulher, todos praticados no contexto da violência doméstica, dado a ocorrência de agressões físicas, morais e psicológicas dentro da relação íntima de afeto.