Deam de Catalão esclarece autoria de feminicídio ocorrido em 2015

410

deam catalão2A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Catalão cumpriu, no dia 27 de janeiro de 2017, mandado de prisão preventiva em desfavor do pintor Leandro Sales dos Santos, de 26 anos, suspeito de participação no homicídio da mototaxista Larissa Pereira Ribeiro, de 27 anos, morta a facadas em 27 de novembro de 2015, e cujo corpo foi encontrado numa estrada vicinal na região do bairro Castelo Branco, naquele município.

Segundo a delegada Alessandra de Castro, a suspeita inicial recaiu sobre Agnel Souza Caetano, que havia solicitado que a mototaxista o levasse até a estrada onde ocorreu o crime. No entanto, Agnel cometeu suicídio dois dias após o crime. Durante o trabalho investigativo, a equipe da Deam verificou que outra pessoa, possivelmente outro motociclista, teria dado suporte ao principal suspeito.

Após várias diligências investigativas, com quebra de dados telefônicos e análise de imagens, foi revelada a participação de Leandro, que é casado com uma irmã de Larissa. Ele seria o responsável por levar Agnel ao encontro de Larissa e depois se encontrar com ele no local do assassinato. De acordo com as investigações, alguns meses antes do crime, Leandro havia registrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) contra Larissa, pois eles brigavam constantemente, e ela o teria o ofendido verbalmente.

Diante das provas colhidas, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do investigado, que foi deferida pelo Poder Judiciário.