Delegado-geral participa de lançamento de programa de localização de desaparecidos

392

O delegado-geral da Polícia Civil, André Fernandes, participou, nesta quinta-feira (30/08), da solenidade de lançamento do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (Plid). O termo de cooperação para implantação da iniciativa foi assinado, pelo secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres, e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), desembargador Gilberto Marques Filho.

O sistema permitirá o compartilhamento de dados por meio de ferramentas únicas para potencializar ações de busca de pessoas desaparecidas, submetidas ao tráfico de seres humanos ou em situações correlatas. “É nosso dever empenhar todos os esforços para acabar com o sofrimento das famílias que têm pessoas desaparecidas”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior. Por meio do Plid, haverá um banco de dados inteligente, que cruza informações provenientes de diversos órgãos utilizadas nos processos de localização de desaparecidos, identificação de óbitos e verificação de fenômenos correlatos. “É uma iniciativa voltada para a sociedade”, destacou o procurador-geral de Justiça.

A Secretaria de Segurança Pública ficará responsável, entre outras medidas, por padronizar as comunicações de desaparecimentos, garantindo que os dados possam ser inseridos, validados, acompanhados e atualizados no Registro de Atendimento Integrado (RAI). Também será responsabilidade da SSP garantir, por meio das forças policiais, que comunicados de desaparecimento tenham prioridade no atendimento. A Secretaria de Segurança Pública também criará a Coordenação de Investigação de Desaparecidos, que será chefiada por um representante da Polícia Civil.