DIH prende três suspeitos de matar vítima no Loteamento Itapuã

239

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), prendeu nessa quinta-feira (12), em Goiânia, três indivíduos investigados pela morte de Bruno César Campos. A vítima foi morta no dia 10 de abril deste ano, na Rua RY-09, loteamento Itapuã, na capital.

Segundo apurado, no dia 13 de fevereiro último, um jovem foi morto no bairro Eldorado Oeste, ocasião em que Bruno César contou aos policiais que os responsáveis pela morte seriam três autores: Deivid, Clebes e Breno. Após tal fato, objetivando se vingar, Clebes, que comandava o tráfico na região, solicitou aval de facção criminosa para executar Bruno.

Concedida a autorização da facção, Breno, de posse de um revólver, pulou o muro da casa de Bruno César e efetuou diversos disparos contra a vítima. A esposa de Bruno, que estava no local, somente não foi morta por conta de as munições do revólver terem acabado. Após cometer o crime, Breno pegou o celular da vítima e fugiu.

Com vasto material probatório quanto à autoria e motivação do crime, foi representada pela prisão temporária dos investigados por homicídio qualificado, sendo, que após autorização judicial, os três investigados foram presos. Concluído o procedimento, os autos serão remetidos à Justiça.

A divulgação da imagem e identificação do(s) preso(s) foi precedida nos termos da Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC e Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação, especialmente porque visa à identificação de possíveis outros crimes praticados pelos investigados que pertencem à facção criminosa e são investigados por outros delitos, bem como ao surgimento de novas testemunhas que se sintam estimuladas a colaborar.