Em Acreúna, oficial de justiça é preso pela Polícia Civil

574
algema
Imagem ilustrativa

Policiais civis da delegacia de Acreúna prenderam em flagrante, no dia 9 de março de 2016, o oficial de justiça Alan Pereira Vilela, por crime de corrupção passiva. A prisão ocorreu após denúncia de que o oficial estaria solicitando vantagem patrimonial indevida da parte passiva de um processo execução, que tramita junto ao fórum daquele município.

De acordo com a denunciante, Alan teria solicitado o valor de R$ 5 mil para que a beneficiasse, fornecendo informações privilegiadas sobre o processo de execução, de modo a facilitar a ocultação de bens que pudessem vir a ser objeto de constrição judicial.

Sentindo-se pressionada, a denunciante alega ter repassado R$ 2.500 ao oficial de justiça no dia 8 de março e teria ficado de repassar a quantia restante no dia seguinte, quando procurou a Polícia Civil para o registrar o fato. Os policiais, então, foram até o escritório da denunciante e se esconderam, fazendo o flagrante no momento em que o oficial foi receber o restante do dinheiro.