Em Luziânia, servente de pedreiro é preso por abusar de enteada

450
jurandir donato
Jurandir Donato de Oliveira

Policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM) de Luziânia cumpriram, no dia 30 de janeiro de 2015, mandado de prisão em desfavor de Jurandir Donato de Oliveira, de 48 anos, pelo crime de estupro de vulnerável, contra sua enteada, E.R.S., de 13 anos de idade.

De acordo com a vítima, os abusos sexuais começaram há cinco anos. Conforme os relatos, o homem aproveitava os momentos em que a mãe da garota se ausentava para acariciar as partes íntimas da menina. A prática da conjunção carnal teria tido início quando a menina completou 12 anos.

O acusado, que é servente de pedreiro, foi preso pelos policiais em seu local de trabalho, no bairro Sol Nascente, em Luziânia. Ele já havia sido preso antes por outro crime sexual envolvendo menor de idade.