Estelionato: Alvo de 33 investigações no DF é preso em Valparaíso

804
lucio timoteo
Lúcio Timóteo de Andrade

Os policiais civis Marcos Paulo e Paulo Ribas, coordenados pelo delegado Daniel Marcelino, lotados na 2ª Delegacia de Polícia de Valparaíso, prenderam, no dia 4 de fevereiro, Lúcio Timóteo de Andrade, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato.

Segundo o delegado Daniel Marcelino, as investigações tiveram início após denúncias de que Lúcio teria cometido crime de estelionato contra um bombeiro militar, em Valparaíso. Para obter a vantagem ilícita, o falsário anunciava veículos no site OLX, com a promessa de cartas de consórcio sorteadas aos interessados, as quais, segundo ele, poderiam ser utilizadas de imediato para compra de automóveis.

Para entregar a suposta carta premiada, Lúcio exigia metade do valor total dela, a título de adiantamento. Depois de receber o dinheiro, ele não atendia mais os clientes, nem entregava a carta prometida. O suspeito, segundo o delegado, é contumaz na prática deste tipo de delito, sendo alvo de 33 investigações de estelionato em diversas delegacias do Distrito Federal.

Em Valparaíso, segundo as investigações da polícia, ele se autodenominava pastor evangélico, inclusive frequentando igrejas. O delegado Daniel acredita que se trata de disfarce com o intuito de acobertar as práticas criminosas. Ainda segundo o delegado, Lúcio responderá também pelos crimes de estelionato praticados no Distrito Federal.