GIH de Águas Lindas prende homicida mais procurado do ano

733
cleiton
Cleiton, entre agentes do GIH

O Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Águas Lindas prendeu, no dia 4 de novembro, Cleiton Gabriel da Silva, envolvido em cinco homicídios dolosos consumados apenas no ano de 2015. De acordo com as investigações, Cleiton, também conhecido como “Cleitinho” ou “Neguinho”, já estava na condição de foragido da Justiça do Distrito Federal, quando começou a matar desafetos em Goiás.

A relação de crimes apurados em Águas Lindas começou em maio, quando Cleiton e um comparsa, Fábio Luis, mataram o jovem Hugo Sergio de Souza Falcão. A investigação realizada demonstrou que Cleiton e Fábio mataram Sérgio para vingarem uma delação feita pela vítima, em desfavor de Fábio. A vítima havia prestado depoimento na delegacia e no Fórum da cidade, acusando Fábio do homicídio de Jefferson Daniel Pereira da Silva.

Na sequência, em 18 de julho, em comunhão de esforços com Carlos Alberto, vulgo “Gugu”, Cleiton matou três pessoas em um clube da cidade, onde estava ocorrendo uma festa de exposição de som automotivo. Na ocasião, foram assassinados Guilherme Feitosa, Warley Alves Lisboa e Marai Alice Souza, Outra vítima atingida, Márcia Lopes Pereira, sobreviveu.

Mais uma vez os autores foram identificados e as prisões preventivas, solicitadas ao Poder Judiciário. Entretanto, Cleiton se mudava frequentemente de casa e de cidade, dificultando a prisão. No dia 8 de outubro, Cleiton fez outra vítima, o jovem Kassy Jonhy da Silva, que foi assassinado por Antônio Samuel Teles, em comunhão de esforços com Cleiton, que emprestou a arma de fogo usada no crime.

Concomitante às práticas delitivas, Cleiton começou a coagir testemunhas inquiridas nos homicídios por ele praticados, o que ensejou a instauração de outro Inquérito Policial contra ele. No curso desta investigação, após vários dias de diligências, o GIH conseguiu localizar e prender Cleiton, que estava escondido no interior de um barraco, situado no bairro Jardim Pérola I, em Águas Lindas.