GIH de Luziânia prende suspeita de matar mulher a facadas

413
graciela
Graciela T. de Brito

Policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia cumpriram, no dia 25 de novembro, mandado de prisão preventiva contra Graciela T. de Brito. Graciela foi indiciada pelo crime de homicídio qualificado, ou seja, por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima. O crime ocorreu em 22 de abril de 2011 e vitimou Cleonice Martins Novais, morta a golpes de faca. O motivo do homicídio seria ciúmes de um ex-namorado da indiciada.