GIH de Luziânia prende um dos suspeitos de morte de escrivão aposentado

498
nathanael
Natanael Jhonnys dos Santos

Policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia, cumpriram, no dia 19 de janeiro de 2015, mandado de prisão temporária em desfavor de Natanael Jhonnys dos Santos. Ele é um dos dois suspeitos do crime de latrocínio praticado contra Célio Bueno de Faria, escrivão de polícia aposentado, crime cujas investigações são coordenadas pelo delegado Fernando Gili.

Na ocasião do crime, ocorrido no dia 9 de novembro de 2012, dois homens desconhecidos chegaram, em um veículo Fiat Pálio de cor azul, a um comércio, conhecido por Bar do Fumaça ,e anunciaram o assalto. Um deles atirou no escrivão assim que ele se levantou para sair. Célio foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Logo após o crime, os assaltantes fugiram, levando apenas R$ 50 do bar.