Mulher que trabalhava em grupo extorquindo pessoas em “encontros” é presa, em Rio Verde

112

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo de Capturas da 8ª Delegacia Regional de Polícia de Rio Verde, cumpriu, na manhã de quinta-feira (04), um mandado de prisão preventiva em desfavor de uma mulher que trabalhava com um grupo que praticou 04 crimes de extorsão qualificada ocorridos na cidade de Rio Verde.

Os suspeitos atraíam as vítimas para supostos encontros amorosos, e, no local dos encontros, as vítimas eram restringidas de suas liberdades, agredidas, ameaçadas e extorquidas.

Os crimes aconteceram nos meses de agosto e outubro deste ano, em datas distintas e, na ocasião de um dos crimes, durante diligências policiais do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde, dois suspeitos foram presos em flagrante.

A autoridade policial, então, representou pela prisão preventiva de outros dois integrantes, resultando, nesta quinta, na prisão de uma mulher. O outro integrante está foragido.

As investigações seguem no intuito de esclarecer demais crimes noticiados por novas vítimas que, após a prisão em flagrante de dois suspeitos, procuraram pela Polícia Civil.