Nota de esclarecimento

253

A Polícia Civil do Estado de Goiás esclarece que a escolha do nome da operação policial da DRACO, que culminou com a prisão de um advogado goiano no último dia 30, de modo algum teve a pretensão de tratar pejorativamente a classe de advogados, que sabidamente exercem função essencial à justiça e de extrema relevância para o Estado Democrático de Direito.