Novas formas de se relacionar: a rede de apoio no mundo virtual

277

Como organismos sociais por natureza, nós seres humanos necessitamos do apoio de outros indivíduos para sobreviver, encontramos suporte nas nossas redes de apoio desde o nascimento até a velhice. Mas o que de fato é uma rede de apoio? Um grupo de pessoas próximas que nos acompanha e auxilia nas experiências do dia a dia é uma rede de apoio, assim podemos dizer que um bebê recém-nascido encontra nos pais e nos familiares próximos e cuidadores a primeira rede de apoio da vida.

Na vida adulta, nossos familiares, amigos e colegas de trabalho geralmente formam essas redes de suporte emocional e moral, pois são pessoas que encontramos diariamente e trocamos experiências. Independente do contexto geográfico e social, nós descobrimos nas pessoas próximas o afeto e a confiança necessários para potencializar nosso bem-estar biológico e psicológico. Porém, com as limitações sociais para prevenção contra o coronavírus, tivemos que adaptar essas conexões para o mundo virtual. A necessidade do contato, porém, permanece a mesma: precisamos garantir nossa rede de apoio pelo bem da nossa saúde física e mental. Por isso, nesse novo contexto, intensifica-se no nosso cotidiano a socialização através de mensagens, ligações, fotos e vídeos para manter nosso bem-estar biopsicossocial. Ao aproximar aqueles que vivem conosco e afastar, fisicamente, aqueles que estão fora de casa, nós estamos reaprendendo a manter nossas relações afetivas.

As novas circunstâncias exigem níveis ainda maiores de tolerância e respeito para a manutenção de vínculos sociais, pois é preciso compreender e aceitar os limites de cada um dentro do espaço virtual nesse momento de maior vulnerabilidade em razão do estado de pandemia. As redes sociais e as chamadas de vídeo ou áudio possibilitam a expressão dos nossos laços afetivos e proporcionam ao nosso cérebro os mesmos efeitos de prazer e bem-estar que são obtidos nos encontros reais.

Referências: PUCMINAS. Relacionamentos: novas formas de conviver na pandemia. Disponível em https://www.pucminas.br/CoronaVirus/noticias/Paginas/Relacionamentos-em-tempos-de-pandemia-o-exerc%C3%ADcio-do-respeito,-toler%C3%A2ncia-e-empatia.aspx Acesso em 13 Abr 2021

Produzido por: Gabriela Radaelli (Estagiária de Psicologia da DPSS)
Responsável técnica: Aline Resende (Coordenadora do serviço de psicologia da DPSS)