Polícia Civil de Ceres elucida roubo com 15 reféns

338

ceres joiasA Polícia Civil de Ceres prendeu, no dia 27 de janeiro, Victor Alexandre Moreira Vilela, Isadora de Souza Gonçalves, Ana laura de Souza Gonçalves e Hélia Aires. Todos são suspeitos de participarem de roubo ocorrido no dia 21 de janeiro, durante uma festa familiar, na qual cerca de 15 pessoas foram feitas reféns. De acordo com as investigações, o crime foi cometido por Mateus Barros Matos e Kaio Henrique de Oliveira Magalhães, conhecido como “Neguim Kaio”, naturais de Gurupi/TO, ambos ainda foragidos.

Segundo o delegado Marco Aurélio Euzébio Ferreira, os criminosos entraram na casa e perguntaram pela dona do imóvel, exigindo as joias que ela revendia. No total, foram subtraídos quatro aparelhos celulares e duas bolsas de
semijoias, cujos valores não foram divulgados. Em seguida, os criminosos fugiram numa motoneta Yamaha Crypton de cor vermelha.

Durante a operação, foram encontrados um aparelho celular da vítima e uma corrente com um pingente da Rommanel em Carmo do Rio Verde/GO, fato que motivou a prisão em flagrante de Victor Alexandre. A motoneta utilizada no crime, por sua vez, foi localizada na casa de Isadora, namorada de Mateus, apontado como um dos autores do assalto. Na casa de Isadora, foram localizadas, ainda, uma das armas de fogo utilizadas na prática do crime, municiada com seis munições, e também parte das semijoias subtraídas.

No local, foram autuadas em flagrante delito pelo crime receptação Ana Laura, mãe de Isadora, e Hélia, por terem adquirido parte das semijoias e por terem ocultado parte dos objetos roubados. A participação de todas essas pessoas no crime de roubo será objeto da investigação. A Polícia Civil irá individualizar qual a responsabilidade de cada um dos envolvidos, e a forma como o crime foi planejado e executado.