Polícia Civil de Jaraguá esclarece homicídio ocorrido em 2010

1553
jaraguá montagem
Daniel e Nathã

Autores de homicídio são presos em Rialma – A Polícia Civil de Jaraguá apresentou, no dia 5 de setembro, dois autores de crime de homicídio praticado em 3 de outubro de 2010, na cidade de Jaraguá. Nathã Alex de Lima e Daniel Batista da Silva são acusados de terem matado Francisco de Assis Silva, após tortura.

De acordo com as investigações, conduzidas pelo delegado Webert Leonardo, a família da vítima registrou o desaparecimento de Francisco no dia 6 de outubro, mas seu corpo só foi encontrado quatro dias depois, nas proximidades da GO-230, no trecho que liga a BR-153 à cidade de Uruana.

Segundo o delegado, Francisco de Assis saiu de casa, na cidade de Jesúpolis, em 2 de outubro, para passar o período eleitoral em Rianápolis. Ele deveria ter retornado para casa no dia 4 daquele mês, período a partir do qual passou a ser considerado desaparecido pela família.

Assis teria sido morto por estar passando informações à família de outra vítima de homicídio praticado por Nathã. Segundo testemunhas, a vítima também teria envolvimento com drogas. Nathã foi preso em Rialma e Daniel, que já cumpre pena por outro homicídio, em Rialma, foi cientificado de sua prisão temporária no presídio local. Ambos possuem diversas passagens pela polícia.