Polícia Civil esclarece homicídio em Itajá

686
josivaldo
Josivaldo de Morais Pereira

A Polícia Civil de Itajá, coordenada pelo delegado Caio Martines dos Santos Pereira, elucidou a morte de Eledjaine Abadia Fernandes, ocorrida em 26 de fevereiro de 2015. A mulher, de 36 anos de idade, foi morta com golpes de faca no pescoço, em sua residência. O autor, Josivaldo de Morais Pereira, foi preso no dia 6 de março, em cumprimento a mandado de prisão.

De acordo com as investigações, Josinaldo confessou o crime à companheira, assim que o praticou. Na delegacia, ele assumiu o homicídio, e disse que matou porque Eledjaine o teria repreendido por furtar sua residência, ameaçando de denunciá-lo pelos delitos. Segundo o autor, a mulher foi morta enquanto estava distraída, no sofá da sala.

Josivaldo foi indiciado por homicídio qualificado. Ele já possuía pendências perante à Justiça Criminal na cidade de Jataí, onde respondia por tráfico de drogas, roubo circunstanciado, furto qualificado e lesão corporal. Josivaldo foi recolhido na Unidade Prisional de Itajá, onde permanece à disposição do Poder Judiciário.