Polícias Civil e Militar prendem suspeitos de latrocínio em Rio Verde

536

Apresentação latrocinioA Polícia Civil de Rio Verde, em parceria com a Polícia Militar daquela cidade, prenderam, no dia 27 de fevereiro, Germano da Silva Oliveira, de 19 anos, e Daniel dos Santos, de 18 anos. Ambos são suspeitos de latrocínio que vitimou o comerciante Wilans Ferreira Vieira, de 53 anos, ocorrido em 26 de fevereiro, em uma distribuidora de bebidas, no Centro de Rio Verde.

Germano e Daniel foram apresentados aos familiares da vítima e à imprensa no dia 29 de fevereiro, na 8ª Delegacia Regional de Polícia. De acordo com as investigações, no momento da prisão, Germano conduzia um veículo C3 preto, no qual estava um revólver calibre 38. Imagens de câmera de segurança de um comércio que fica próximo ao local do crime, registraram um carro semelhante ao de Germano no momento do latrocínio.

Após o assalto que vitimou o comerciante, os delegados Adelson Candeo, Taíssa Antonelo, e Welington Lemos, o Comandante do 2° Batalhão, Tenente Coronel Vilmar Rubens, o Sub Comandante da Companhia de Patrulhamento Especializado Major Jeovaldo, se empenharam juntamente com policiais militares e civis para encontrarem os autores do crime.

De posse de imagens dos circuitos de segurança da região foi realizado um intenso patrulhamento pela cidade até que a equipe da Companhia de Patrulhamento Tático – composta pelo Sargento Cabral, Cabo Gleibson e o Soldado Nascimento – se deparou com o veículo suspeito e realizou a abordagem. Os policiais levaram Germano para a delegacia, onde foi autuado inicialmente em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Segundo a Polícia Civil, os dois confessaram o crime, mas não assumiram quem atirou na vitima. De acordo com a delegada Taísa Antonello, no decorrer da investigação, a Polícia Civil, juntamente com a Polícia Técnico Cientifica, pretende levantar as provas de que o tiro partiu da arma de Germano, que já possui passagens por atos infracionais como tentativa de homicídio, homicídio, roubo e posse de entorpecente. Todas as passagens dele ocorreram quando ainda era menor de idade. Já o Daniel possui duas passagens por roubo.