Presos suspeitos de matarem jovem durante assalto no Alto da Glória

490
deic latrocinio
Thiago de Lima e Cássio Lira

Dois homens foram presos suspeitos de participarem da morte do jovem Murilo Henrique Gonçalves Santoni, de 22 anos, em 4 de agosto de 2015, no Setor Alto da Glória, em Goiânia. A vítima foi morta com um tiro no abdome, durante assalto, logo após deixar uma empresa de telefonia, onde passava por treinamento. Uma adolescente de 17 anos, envolvida com tráfico de drogas na região do Jardim Novo Mundo, também participou do crime, segundo a Polícia Civil.

Thiago Pereira de Lima, de 26 anos, apontado como o homem que atirou contra Murilo, foi apresentado na manhã desta quinta-feira (19), na Delegacia de Investigações Criminais (Deic). Ele foi preso no dia 9 do corrente mês, em cumprimento a mandado de prisão. O outro suspeito, Cássio Lira, de 28 anos, teve o mandado cumprido na Penitenciária Odenir Guimarães, já que foi preso em flagrante dois dias após o assassinato de Murilo, por outro roubo.

Segundo o delegado Klayter Camilo, responsável pelo caso, Murilo foi abordado quando estava no ponto de ônibus, junto com um grupo de pessoas, que também tiveram os pertences roubados. Os dois assaltantes teriam sido levados até o local do crime pela adolescente. “Eles deviam dinheiro pra ela, por conta de tráfico de drogas. Daí, ela levou e depois os retirou do local”, explicou.

A adolescente foi identifica e ouvida, mas não foi apreendida, porque não havia situação de flagrante. Tanto ela, quanto Thiago, confessaram participação no crime. Com eles, foram achados vários aparelhos eletrônicos e uma arma de fogo. Cássio, apontado pelos comparsas como coautor do latrocínio, nega participação. De acordo com o delegado, Murilo tentou argumentar com os bandidos para não levarem o cartão de embarque no ônibus e, por isso, foi alvejado.